quinta-feira, 16 de maio de 2013

Atividades p. 87 8º ano


A exploração do trabalho infantil
Organize o conhecimento
1.      Responda ás questões
a.       O que mudou na vida das crianças, na época de industrialização inglesa, ao se mudarem do campo para as cidades? As crianças  perderam o estreito contato que tinham com a natureza; o tempo de convívio com a família em geral diminuiu, devido as longas jornadas de trabalho do adultos e, em muitos casos, delas próprias; o local e o tipo de brincadeiras que faziam também se modificaram, já que era difícil continuarem subindo em árvores, nadando nos rios e passeando a cavalo
b.      O trabalho infantil iniciou-se com o surgimento das fábricas? Explique. Não. As crianças que viviam nas áreas rurais tinham obrigações de auxiliar os pais nas atividades agrícolas e pastoris, ou mesmo nas atividades domésticas.
c.       Poe que as crianças começaram a trabalhar nas fábricas? Uma das características da economia capitalista é a busca do lucro. Quanto menor o salário do operário. Maior será o lucro do proprietário das fábricas. As crianças realizavam praticamente o mesmo trabalho que os adultos, mas por um salário inferior, resultando em mais lucro para o capitalista. Além disso, como eram pequenas, podiam realizar algumas funções que os adultos tinham dificuldades em executar, como soltar fios presos nas engrenagens das máquinas.
d.      A idade dos operários eram um fator que determinava o valor de seus salários? Justifique sua resposta. Sim, pois o salário dos adultos era superior ao salário das crianças.
e.       O combate à exploração d trabalho infantil tem tido sucesso? Explique. Não totalmente. Desde o século XIX, foram tomadas medidas para limitar e, mais tarde combater a exploração do trabalho infantil. Nos países desenvolvidos, a quantidade de crianças explorada pelo trabalho é praticamente nula. Entretanto, em muitas outras regiões, principalmente nos países subdesenvolvidos, a exploração do trabalho infantil é uma triste realidade.



Analise e compare as fontes.
2.      Analise as fontes 1 e 2

a.       Anote o local, a data e a cena registrada na fonte 1. Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, em maio de 2005. A cena mostra uma criança transportando sacos em uma carriola.
b.      Registre o que você vê na foto da fonte 2. A foto mostra um carrinho de mão de brinquedo em uma área que parece ser um lixão de alguma cidade. Sobre a cena aparece um adesivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância ( UNICEF) condenando o trabalho infantil, em que se lê: “O trabalho não tira sé a escola das crianças, tira a infância também. Você vai aceitar isso?”. Trata-se, portanto de uma campanha do Unicef de combate ao trabalho infantil.
c.       Comparando as duas fontes, o que nos chama a atenção? O que há de comum entre elas? As duas fontes estão relacionadas ao trabalho infantil. A primeira pode ser classificada como uma foto jornalística que registra o trabalho de uma criança no Brasil. A segunda é uma campanha institucional do Unicef de denúncia do trabalho infantil. Provavelmente ambas têm como objetivo denunciar a exploração do trabalho das crianças. O que chama a atenção é a presença do carrinho de mão nas duas fontes. Na primeira fonte, o carrinho de mão é um instrumento de trabalho que ajuda a roubar a infância de muitas crianças. Na segunda, ao contrário, o carrinho de brinquedo simboliza a infância. Levadas a trabalhar desde muito cedo nas ruas, nas lavouras ou no lixões, como sugere a campanha do Unicef, muitas crianças são privadas das brincadeiras e da alegria da infância.

3.      Observe a fonte 3 e responda ás questões
a.       Descreva os personagens e a atividade que estai realizando. Num ambiente escuro, barulhento, esfumaçado e empoeirado, crianças trabalham em pé e realizam uma tarefa monótona e exaustiva. Na arte do fotógrafo, chama a atenção para a predominância de tons escuros, recurso usado justamente para reforçar as condições insalubres do local de trabalho.

b.      Qual seria, na sua opinião, o objetivo do fotógrafo ao tirar essa foto? Denunciar a exploração do trabalho infantil, divulgar a marca da empresa, registrar um fato histórico...
c.       Por que cenas como essa eram mais comuns na Inglaterra de cem anos atrás que nesse pais atualmente? Naquela época as lutas por direitos e conquistas sociais ainda não tinham amadurecido completamente. Os direitos das crianças e o repúdio ao trabalho não eram ainda princípios universais, como hoje. Por essa razão, havia uma tolerância maior da sociedade inglesa em relação a exploração do trabalho infantil, somando aos fato de que a legislação também era mais permissiva com essas questões. Apenas com as conquistas dos movimentos sociais e a formação de uma consciência de repúdio ao trabalho infantil é que essa realidade pôde ser modificada.

3 comentários:

  1. valeu pelas respostas tia :0

    ResponderExcluir
  2. Valeu pelas respostas ajudou bastante:)

    ResponderExcluir
  3. muito obrigado ajudou me muito

    ResponderExcluir