quinta-feira, 2 de março de 2017

Atividades p. 47 – 8º ano

Retomando
2. Monte uma ficha sobre as bandeiras.
a) O que eram? Eram expedições co organização e disciplina militar, organizadas por jovens paulistas que partiram de São Paulo co  o objetivo de conseguir indígenas e metais preciosos.
b) principais tipos de bandeirismo. Bandeirismo de caça ao índio; busca de ouro e diamantes e sertanismo de contrato.
c) Alvos das bandeiras de caça ao índio. Missões de Guaíra (Paraná); Itatim ( mato Grosso do Sula); Tape (rio grande do Sul).
d) bandeiras de busca do ouro e dos diamantes. Antônio Rodrigues Arzão, Sabará ( Minas) por volta de 1693.  Pascoal Moreira Cabral, Cuiabá (Mato Grosso) em 1719. Bartolomeu Bueno da Silva, Vila Boa ( Goiás), por volta de 1725

4. Observe o infográfico

a) Analisando a estrutura de uma missão jesuíta, também chamada de redução, podemos encontrar elementos que denunciem a imposição da cultura europeia frente aos indígenas? Justifique.Sim.Podemos identificar na imagem a existência de um templo católico, um colégio voltado para a catequização e o ensino, bem como alojamentos de padrão europeu.
b) qual era o objetivo dos jesuítas aos construir estas missões? Os jesuítas fizeram estes aldeamentos com o objetivo de iniciar os indígenas no catolicismo, bem como ensiná-los a trabalhar na agricultura, tecelagem e fundição de ferro.
c) Em sua opinião, as missões jesuíticas eram benéficas ou prejudiciais aos indígenas? Existem aspectos positivos e negativos.
Positivos: tentativa dos jesuítas de protegerem os indígenas da escravidão e o ensino de práticas e técnicas agrícolas e de pastoreio ensinada aos nativos.
Negativos: a mortalidade elevada de indígenas nas missões, causadas pelas doenças trazidas da Europa, a tentativa de impor aos indígenas a cultura europeia e a exploração do trabalho indígena

5. o trecho a seguir diz respeito à sociedade que se formou em torno da pecuária no Nordestes e foi escrito por um historiador cearense; leia-o com atenção e, a seguir, responda ao que se pede.
               De couro era a porta das cabanas, o rude leito aplicado ao chão duro, e mais tarde a cama para os partos; de couro todas cordas [...] o mocó (bolsa de tiracolo) ou alforje (saco) para levar comida, [...] a mochila para milhar (dar milho) ao cavalo, a peia (correia) para prendê-lo em viagem, as bainhas de faca [...] e a roupa de entrar no mato.
Capistrano de Abreu
Livro didático História Sociedade & Cidadania p. 49
3ª edição
Editora FTD
a) Liste, com base no texto, as utilidade que o couro tinha para a sociedade que se formou em torno da pecuária no Nordeste. O couro servia para fazer porta; leito ou cama; cordas; saco; correia; bainha; roupa...
b) o que se pode concluir pela leitura do texto? Conclui-se que no sertão do Nordeste, o couro era um elemento de grande importância na vida de seus habitantes.

Vozes do presente
O texto a seguir dói escrito pela historiadora Maria Chaves de Resende. Leia-o com atenção.
Sertão mineiro loteado à força
               As entradas para os sertões de Minas foram movidas por um tripé de interesses; o grupo e as pedras preciosas e, por extensão, a terra (para o plantio de roças e controle sobre passagens e rotas comerciais) e os índios (mão de obra para a lavra mineral, agrícola, ou como trabalhadores domésticos). Com esse objetivo numerosas expedições militares foram organizadas para avançar pelo interior [...].
               Não demorou para que distorcendo a realidade, os índios fossem tachados de “invasores”, o que justificou mais atos de violência. Agiam, verdade, em defesa própria, reagindo à ocupação de suas terras. Os povos nativos – Coroados, Puri, Botocudo, Kamakã, pataxó, Panhame, Maxakali, entre outros – encontraram-se, no fim, em minoria de armas e homens, atacados por doenças e reduzidos a uma pequena área geográfica
Livro didático História Sociedade & Cidadania p. 50
3ª edição – Editora  FTD
a) Segundo a autora, o que movia as expedições militares aos sertões de Minas? Ouro, pedras preciosas, terra e índio.
b) Como os grupos indígenas foram vistos pelos bandeirantes que lideravam essas expedições?  Os indígenas foram vistos como “invasores”, quando na verdade eles reagiram à ocupação de suas terras.
De que forma essas expedições aos sertões de Minas afetaram os indígenas que lá viviam? Muitos deles foram mortos em razão de fogo e das doenças contraídas no contato com os integrantes dessas expedições; além disso, esses grupos perderam a maior parte de seus território.

Cruzando fontes
As duas imagens representam os bandeirantes. A da esquerda é uma aquarela; a da direita, uma ilustração; ambas foram feitas por Ivan Wasth Rodrigues (1927 – 2007). Observe-as com atenção.

a) descreva o bandeirante mostrado na imagem à esquerda. O bandeirante aparece idealizado: calçado com altas botas de montar e vestido com um gibão (casaco de algodão curto e grosso). A tiracolo carrega uma sacola de couro contendo uma cuia, que servia como prato, e um chifre de boi, usado para beber água. Na mão direita ele leva um mosquete.
b) Descreva o bandeirante mostrado à direita. O bandeirante aparece descalço, com a barra da calça dobrada, camisa e jaleco simples e chapéu de palha trançada; na mão esquerda ele também carrega um mosquete.

c) Compare as duas versões e opine: qual delas se parece mais com o bandeirante de carne e osso? Conforme a historiografia os bandeirantes caminhavam descalços, por extensos territórios; pois até por volta de 1625, o cavalo ainda não era usado como transporte nas áreas de influência paulista. Portanto o bandeirante representando na imagem a direita e mais parecido com o personagem histórico que liderava as bandeiras. A imagem da esquerda tem mais a ver com a figura do herói criado pela elite paulista no início da República.

Nenhum comentário:

Postar um comentário