terça-feira, 28 de março de 2017

Atividades p. 65 – 8º ano

2. Monte uma ficha sobre a Guerra dos Emboabas informando
Guerra dos Emboabas
Quando ocorreu
1707/1709
Onde ocorreu
Região das Minas
Motivo principal
Disputa pelas minas de ouro ente paulistas e os recém-chegados
Como terminou
A vitória coube aos emboabas
Desdobramento do conflito
A capitania do Rio foi separada da de São Paulo e Minas;
O governo português fundou vilas e povoados para melhor controlar as população

3. Considerando o universo mineiro do século XVIII,
a) defina:
Intendência das Minas: órgão encarregado de controlar a exploração do ouro, cobrar impostos e julgar os crimes praticados na região.
Datas: lotes auríferos
Quinto: era um dos vários impostos cobrados pela Intendência das Minas e correspondia a 20% de todo ouro extraído.
b) Escreva um pequeno texto utilizando ao menos foi termos definidos no item anterior.
Pessoal

4 Observe a tabela a seguir.
Produção Mundial de Ouro entre 1493 e 1850
Anos
Ouro (e)m Kg
1493-1600
709 166
1601-1700
888 000
1701-1800
1887 000
1801-1850
1171 666

a) O que a tabela mostra? A Tabela mostra o crescimento constante da produção mundial de ouro entre os séculos XVI e XVIII, seguindo de uma queda substancial na primeira metade do século XIX
b) Que relação se pode estabelecer entre o fenômeno mostrado na tabela e a história do Brasil? Como mostra a tabela, o crescimento da produção mundial é mais acentuado durante o século XVII, justamente devido ao ouro extraído no interior brasileiro, especialmente de Minas Gerais


Integrando com a Matemática
Leia a tabela a seguir com atenção.
Crimes ocorridos na Demarcação entre 1771-1806 e relativos a diamantes no resto da Colônia
Crime
% de presos com crimes definidos
Garimpeiros extraviadores
116
37
Outros crimes
63
20
Contrabandistas
33
10,6
Desobediências a autoridades
23
7,3
Problemas com autoridades
23
7,3
Vadios
56
17,8
Subtotal
314
100
Sem citação de crime
55
---------
total
369
---------

a) A Tabela registra alguns tipos de crimes cometidos no Distrito de Diamantino entre 1771 e 1806. Qual deles levou à prisão maior números de infratores? Justifique. Foi o crime de extravio de diamantes. Os infratores acusados desse crime soma 37% do total de presos com culpa definida.
b) Além de extravio, que outro crime foi mais duramente combatido? O crime de vadiagem
c) O que essa tabela informa sobre a administração portuguesa nas Minas? Ela indica a disposição da metrópole em combater duramente o crime de extravio e o de vadiagem, já que ambos contrariavam seus interesses.

d) Relacione a tabela com o conteúdo do capítulo e responda: a única estratégia usada pelas autoridades com os “vadios” foi a repressão. Não. Quando necessitavam de pessoas para construir estradas ou presídios, reprimir revoltas indígenas ou quilombos ou servir como seguranças pessoal dos poderosos, era aos vadios que essas autoridades recorriam.

Atividades p. 41 - 7º ano

Atividades
Retomando
1. Sobre a formação do feudalismo.
a) Dê o significado dos seguintes termos: colonato, comitatus, feudalismo, suserano e vassalo.
Colonato: relação de trabalho em que o trabalhador cultivava um lote de terra do proprietário, e, como pagamento pelo uso da terra, entregava a ele uma parte da colheita.
Comitatus: Nome dado a um grupo de guerreiros unidos a um chefe militar, a quem deviam servir e honrar.
Feudalismo: sistema que se baseia na dependência e fidelidade entre a nobreza guerreira e na dominação exercida sobre os camponeses.
Suserano: aquele que doava um feudo
Vassalo: aquele que recebia o feudo.
b) Use termos da questão anterior para explicar a formação do feudalismo.
O feudalismo se formou por meio de um processo longo em que se combinaram elementos de origem romana, como o colonato, com outros de origem germânica, como o comitatus. O cristianismo também contribuiu na formação do feudalismo, pois possibilitou a ligação entre os germanos e os romanos e deu unidade à civilização medieval.

2. O texto a seguir é de um homem que viveu na Idade Média. Leia-o com atenção.
               São os camponeses que fazem viver os outros, que os alimentam e sustentam, são eles que sofrem os mais graves tormentos, a neve, a chuva, o furação. Rasgam a terra com suas mãos, com grande sacrifício e muita fome. Levam uma vida bastante rude, pobre, mendicante e miserável. Sem essa raça de homens, não sei verdadeiramente como os outros poderiam viver
 a) O que a leitura do texto permite concluir a respeito da sociedade medieval? Permite concluir que a sociedade medieval é altamente estratificada; uma sociedade em que a nobreza e o clero dependem essencialmente do trabalho dos camponeses, que levavam uma vida muito sacrificada.
b) Na sociedade medieval o clero e a nobreza detinham privilégios; em nossa sociedade também há grupos mais privilegiados que outros? Em caso afirmativo, quais seriam eles?
Pessoal

3. Defina:
a) Corveia: obrigação de trabalhar alguns dias por semana no manso senhorial, fazendo reparos, cuidando dos animais e das plantações.
Talha: Obrigação de entregar ao senhor feudal parte da produção obtida no manso servil.
Banalidade: Pagamento em produtos pela utilização de certos equipamentos do feudo
b) Use esses termos para escreve um parágrafo sobre as obrigações dos camponeses com seu senhor.
Pessoal

Vozes do Presente
Leia o texto com atenção e responda ao que se pede.
               No século 12, o papa tornou-se o homem mais poderoso do Ocidente ele tinha terra e ouro, resolvia disputas entre nobres, abençoava reis para que sua autoridade fosse reconhecida, nessa época, a igreja e a religião estavam no centro da vida. O cristianismo não era para ser lembrado só no apuro ou na missa de domingo – era uma presença constante, guiando cada ação de pessoas ou governos. O papa era coroado como um rei e sua autoridade [...] se aplicava sobre toda a Igreja.
a) de acordo com o texto, qual o papel ocupado pelo papa no século 12?  No século XII, o papa tinha riqueza, poder e prestígio: resolvia disputas entre nobres, abençoava reis; era, enfim, o homem mais poderoso do Ocidente.

b) Qual a importância da Igreja e da religião na Idade Média?  Na Idade Média, a Igreja e a religião cristã estavam presentes no dia a dia das pessoas. Deus era a medida de todas as coisas e ocupava o centro de todas as explicações.

domingo, 12 de março de 2017

Dialogando 6º ano p. 30, 31 e 35

 Página 30
Você já riu de uma pessoa só porque tinha hábitos diferentes dos seus? Alguém já riu de você por algum hábito seu? Pessoal
Página 31


Qual desses bens é material, qual é imaterial e qual é natural?

Imagem 1: Frevo – bem imaterial
Imagem2: Prédio do Centro Educativo Burle Marx – bem material
Imagem 3: Cataratas do Iguaçu – bem natural
Página 35

O calendário dos antigos gregos tinha como base as Olimpíadas que ocorriam a cada quatro anos. O que isso que dizer? Isso que dizer que as Olimpíadas eram um acontecimento importante na cultura dos gregos da antiguidade.

Dialogando 7º ano p. 32, 34 36


Página 32


a)      Você sabe dizer quem é o vassalo e quem é o suserano? Á esquerda, está o vassalo, á direita o suserano.
b)      Há três elementos da própria imagem que permitem saber que é o vassalo e quem é o senhor; quais são eles? Entre os elementos que permitem chegar a essa conclusão estão: o tamanho (a figura do senhor é maior que a do vassalo e muito maior que a do servidor); a posição do corpo ( o senhor sentado e o vassalo curvado); tudo isto é indicativo da hierarquia entre eles.
c)      Qual é a função do homem que está escrevendo? Registrar o juramento de fidelidade e as obrigações entre os dois.

Com base no que você estudou até aqui, pode-se dizer que, no feudalismo, o poder era centralizado ou descentralizado? Justifique. O poder era descentralizado, pois estava dividido entre muitos senhores, sendo o rei um deles.
Página 34
 Leia o texto a seguir.
Deus quis que, entre os homens, uns fossem senhores e os outros servos, de tal maneira que os senhores  estejam obrigados a venerar e amos a Deus, e que os servos estejam obrigado a amar e venerar o seu senhor.
 FREITAS, Gustavo de. Livro didático História e Cidadania
 3ª edição p. 34
O autor do texto acima, escrito na época do feudalismo, terá sido um conde, um bispo ou um camponês? Como você chegou a essa conclusão? O texto foi escrito por um religioso (o bispo St. Laud de Angers). Há dois indícios disto no texto: primeiro, o autor atribui a existências do senhores e servos à vontade divina; segundo, usa uma comparação de viés religioso: os servos deve-se comportar com relação a seus senhores tal como os senhores em relação a Deus.
Página 36
A condição do servo é a mesma do escravo? Não. Servo não é o mesmo que escravo. O servo não podia ser vendido, trocado ou punido, como se fazia com o escravo.



Dialogando 9º ano p. 79, 82 85

Página 79
Você já presenciou um mutirão no lugar onde você mora?
Pessoal
Página 82
É correto dizer que a Guerra do Contestado faz parte da longa história da luta pela terra no Brasil?
Sim; na base do conflito está o uso da violência para tomar a terra de indígenas e posseiros.
Página 85

Quais argumentos você considerou mais pertinentes?

Pessoal

Dialogando – p. 58, 59 e 60 - 8º ano

No presente, a situação é bem diferente dos tempos coloniais, mas no preço de quase tudo que compramos (roupas, sapatos, alimentos) estão embutidos os impostos.
a)     São os impostos que elevam os preços das mercadorias? Os impostos são um dos fatores que compõem o preço das mercadorias. Há ainda o preços das matérias-primas, a lei da oferta e da procura e a especulação.
b)      Você acha que o custo de vida no seu bairro é alto? Pessoal.
Na região dos diamantes as autoridades estimulavam as pessoas à acusarem umas às outras. O que você pensa sobre essa prática? Pessoal.

O que o gráfico mostra? Quando se deu o auge da produção de ouro na Minas colonial?

Mostra a evolução da produção de ouro nas Gerais ao longo do século XVIII. A produção de ouro nas Gerais foi mais elevada entre 1736 e 1740

Atividades p. 40 – 6º ano

1. Releia o texto de Darcy Ribeiro e Ziraldo na página 28, e responda.
Chama-se cultura tudo o que é feito pelos homens, ou resultado do trabalho deles e de seus pensamentos. [...] Uma casa qualquer [...] é claramente um produto cultural, porque é feita pelos homens. A mesma coisa se pode dizer de um prato de sopa, de um picolé ou de um diário. Mas estas são coisas da cultura material, que se pode ver, medir pesar.
               Há, também,  para complicar, as coisas da cultura imaterial [...]. A falta. Por exemplo, que se revela quando a gente conversa, [...] é criação cultural. [...]
               Além da fala, temos as crenças, as artes, que são criações culturais, porque inventadas pelos homens e transmitidas uns aos outros através das gerações.
RIBEIRO, Darcy; Ziraldo (ilustrações) Noções de coisas. São Paulo: FTD, 1995. p. 34
A.     Segundo os autores do texto, o que é cultura? É tudo aquilo que é feito pelos seres humanos, ou resultado deles e de seus pensamentos.
B.     Escreva em seu caderno os conceitos de:
·        Cultura material:  é o conjunto de objetos produzidos pelos seres humanos de uma determinada sociedade.
·        Cultura imaterial: é tudo aquilo que é produzido pelo ser humano, mas não é palpável, ou seja, não pode ser pego como, por exemplo, o modo de fazer uma comida, uma brincadeira, uma festa, um ritual etc.

5. Leia o texto a seguir e responda ás questões.
               O patrimônio cultural de um povo é formado pelo conjunto dos saberes, fazeres, expressões, práticas [...], que remetem à história, à preservação, práticas [...], que se remetem à história, a memória e a identidade desse povo. A preservação do patrimônio cultural significa, principalmente, cuidar dos bens aos quais esses valores são associados [...]. Trata-se de cuidar da conservação de edifícios, monumentos, objetos e obras de arte (esculturas, quadros) e de cuidar também dos usos, costumes e manifestações culturais fazem parte da vida das pessoas e que se transformam ao longo do tempo. O objeto principal da preservação do patrimônio cultural é fortalecer a noção de pertencimento de indivíduos a uma sociedade, a um grupo, ou a um lugar, contribuindo para a ampliação do exercício da cidadania. [...]
Brayner, Natália Guerra. Patrimônio cultural imaterial.
Livro didático História & Sociedade p. 43 – 6º ano
a.      De que é formado o patrimônio cultural de um povo? O patrimônio cultural de um povo é formado pelo conjunto dos saberes, fazeres, expressões que remetem à história, memória e identidade desse povo.
b.     De acordo com o texto, qual é o principal objetivo da preservação do patrimônio cultural de um povo?   A preservação do patrimônio cultural visa fortalecer a noção de pertencimento de indivíduos a uma sociedade, um grupo, um lugar, contribuindo assim para fortalecer e ampliar o exercícios da cidadania.
c.      Você já para pensar no patrimônio cultural de sua região? Converse com seus colegas e indique três elementos considerados patrimônio cultural da região em que você vive.
d.      Em grupo. Converse com seus colegas sobre um bem que integra o patrimônio cultural da região em que coces vivem. A seguir, elabore uma proposta para preservação e divulgação desse bem.

6. Estudamos que há sobre a Terra uma variedade de povos, culturas e calendários. Com base nisto responda.
a)      O que é um calendário? É um modo de dividir e contar o tempo.
b)      Judeus e muçulmanos utilizam diferentes eventos para marcar o início de seus calendários. Que eventos são esses? Os judeus começam a contar o tempo a partir da criação do mundo, que para eles se deus em  3760 a.C.; já os muçulmanos usam o ano de 622, ano que Maomé se mudou da cidade de Meca para Medica.
c)      O ano de 2016, no calendário cristão, corresponde a qual ano no calendário judaico? E no calendário muçulmano?  O ano de 2016, no calendário cristão, corresponde ao ano de 5776 no calendário judaico e ao ano de 1394 no calendário muçulmano.

7. Sobre o calendário cristão, responda:
a)     Qual evento é usado para dar início à contagem do tempo? Nascimento de Cristo
b)      Como registramos os fatos ocorridos antes de Cristo? E os ocorridos depois de Cristo? Usamos a sigla a.C para os acontecimentos ocorridos antes de Cristo e a sigla d.C para aqueles ocorridos depois de Cristo
c)      A que século pertence o ano que estamos? Século XXI
d)      A que séculos pertencem os seguintes anos:
·        2016:       XXI
·        1453:       XV
·        476:          V
·        27ª.C:       I a.C
·        504 a.C.   VI a.C
·        1347:        XIV
·        1789:        XVIII
·        1914:        XX
E.      Organize as datas do item anterior em ordem cronológica.
507 a.C –  27ª.C  – 476 – 1347 – 1453 – 1789 – 1914 – 2016

8. para situar os fatos históricos no tempo e registrar sua duração, sucessão e simultaneidade, usamos, décadas, séculos e milênios etc. retome as explicações sobre as formas de contar e dividir o tempo e responda:
a)      Há quantos anos se deu o nascimento de Cristo?  2017
b)      Há quantas décadas se deus esse fato? 201
c)      Há quantos séculos? 20

d)      Há quantos milênios? 2

Para Refletir p. 40 – 7º ano

A mulher na sociedade medieval
               O texto a seguir foi escrito por um medievalista brasileiro. Leia-o com atenção.
               A sociedade medieval, [...] foi [...] misógina, isto é nutriu um desprezo generalizado pelas mulheres. Sociedade masculina e guerreira, designava geralmente os dois sexos, chamando-os de “o lado da espada” e “o lado da roca”. O instrumento, espada ou roca, indicava a função de quem o empregava. No lar e fora dele fiar e bordar eram atividades femininas. [...]
               Entretanto não devemos pensar na mulher medieval como um grupo compacto oprimido pelos homens. As diferenças sociais foram sempre tão fortes quanto as diferenças de sexo. Não é possível alinhar, num mesmo plano, condessas e castelãs com servas e camponesas livres, ricas burguesas com artesãs, domésticas ou escravas. A opressão muitas vezes foi exercida pelas mulheres poderosas sobre as suas dependentes. [...].
               O grupo das servas e camponesas dos domínios senhoriais foi o mais numeroso e o que menos conhecemos, [...] os documentos [...] registram a participação feminina em inúmeros serviços. Ela plantava ervilhas, feijão, pescava, batia o trigo, ordenhava as vacas, tosquiavam, os carneiros. Apenas deixava de cultivar e lavrar a terra. [...]
Livro didático História & Sociedade – 7º ano -Alfredo Boulos Júnior p. 40.
a) De que forma o autor caracteriza a sociedade medieval?
Ele a caracteriza como uma sociedade que desprezava as mulheres e era masculina e guerreira.
b) Segundo o autor, todas as mulheres medievais eram igualmente discriminadas?
Não. Segundo o autor, as diferenças sociais forma sempre tão fortes quanto as diferenças se sexo. Houve mulheres poderosas (condessas, e castelãs) que oprimiam suas dependentes, fazendo-as trabalhar à exaustão.
c) escreva com suas palavras um texto resumindo a vida de uma mulher de condição servil na Idade Média. 
PESSOAL
d) Justifique a afirmação: na idade Média, a situação das pessoas variavam de acordo com o sexo e a condição social.
A sociedade medieval considera as mulheres como seres inferiores aos homens; mas a vida de uma mulher variava também com sua condição social; as mulheres dos camponeses tinha de trabalhar para ajudar seus maridos, sendo oprimidas também pelas mulheres da nobreza.